Início
 Revistas 
Livros Usados


Novidades

  • Gerador #16

    Dir. Pedro Saavedra

     Revista Gerador #16 
    subordinada ao tema: Amigo Secreto
  • Alto-mar

    Katia Maciel

    Organizado pela poeta e artista plástica Katia Maciel, Alto-mar reúne os poemas de 26 autoras que coincidem num ponto: a presença da palavra “mar” em todos os poemas desta coletânea, ampliando as múltiplas vozes de poetas mulheres na poesia contemporânea.
  • Eufeme #5 Outubro/Dezembro 2017

    AAVV

     Esta edição conta com 98 páginas e com a participação dos poetas:

    Alfredo Ferreiro; Ana Horta; António José Queiroz; Domingos da Mota; Edgardo Xavier; Eduardo Bettencourt Pinto; Eduardo Quina; Francisco Cardo; Gilles Fabre*; Gisela Gracias Ramos Rosa; Jack Galmitz*; Jorge Arrimar; Lee Gurga*; m. parissy; Maria F. Roldão; Mila Vidal Paletti; Rui Tinoco; Sónia Oliveira; Zlatka Timenova.

    * traduções de Francisco José Craveiro de Carvalho.
  • Rosas

    Dulce Maria Cardoso

    Repetir. Repetir. Repetir. Repetir.

    A importância de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
    isolado pode muito bem nunca ter sentido.
    A importância de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
    isolado pode muito bem nunca ser sentido.
    A banalização de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
    repetido pode muito bem já não ser sentido.
    A banalização de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
    repetido pode muito bem já não ter sentido.

    Rosas – Dulce Maria Cardoso
  • Uma Vindicação dos Direitos da Mulher

    Mary Wollstonecraft

     Esta obra revolucionária e fundadora do feminismo é um clássico essencial sobre o papel social das mulheres. Em 1792, inspirada pela conquista dos direitos do Homem na França revolucionária, Mary Wollstonecraft proclamava alto e bom som que cabia ao «sexo fraco» tomar as rédeas do seu destino e quebrar as cadeias da submissão e ignorância que o prendiam. Trava-se, nestas páginas, um corajoso combate com uma moral conservadora que condenava metade da humanidade ao papel decorativo de companheira dócil do homem. Em cada linha desta resposta a Émile, de Jean-Jacques Rousseau, perpassam o acesso à educação e ao trabalho, como condição da emancipação feminina, e a ideia de que, sem liberdade, não há deveres sociais a cumprir. Uma Vindicação dos Direitos da Mulher conserva toda a sua actualidade e continuará a influenciar gerações de leitores.
  • Querer do corpo, peso (e outros textos)

    Sónia Baptista

     
  • A Moral Anarquista

    Piotr Alexeevich Kropotkine

    Nesta obra, partindo da observação da sociabilidade presente nas diferentes espécies animais e abordando diversas posições filosóficas sobre a moral, o autor debate-se com os problemas que nos conduzem, em última instância, ao confronto com a própria vocação e destino do Homem, oferecendo uma reflexão indispensável para a compreensão das diferentes épocas que marcaram a grande narrativa da história da Humanidade, assim como dos tempos em que vivemos.

    Em A Moral Anarquista, o autor esboça um trajecto onde os grandes problemas e princípios éticos anarquistas são analisados de uma forma clara e precisa, contribuindo para a supressão dos preconceitos que muitas vezes envolvem esta doutrina sociopolítica.

  • Mike Tyson para Principiantes - antologia poética

    Rui Costa

     «Esta antologia procura oferecer uma maneira de ler a poesia de Rui Costa, sabendo de antemão que tudo o que pudermos dizer a respeito da sua obra será condicionado por um tom deliberadamente pessoal: afinal, fomos amigos do Rui, companheiros de vida e poesia, e com ele dividimos durante muitos anos os caminhos do lado menos visível das coisas. Por isso, cada um de nós tem os seus pontos de referência nesse mapa de cumplicidades íntimas e as suas antologias pessoais de poemas. [...]

    Esclareça-se desde já que o título Mike Tyson para principiantes nos foi fornecido pelo próprio autor — que o utilizou para uma antologia da sua obra que pretendia ver publicada, a cujas versões tivemos acesso. Embora mantenha o título inspirado pela metáfora do pugilismo, o livro que temos em mãos, substancialmente mais extenso, não é a antologia Mike Tyson para Principiantes que o autor organizou; de qualquer modo, também não se trata de uma reunião dos seus poemas completos. O livro resulta da nossa selecção pessoal, democraticamente ponderada, feita a partir dos livros editados em vida, dos dispersos que vieram a lume em revistas literárias e volumes colectivos e dos inéditos que se conservam no espólio que a família mantém. Assinale-se também que, para a escolha e organização dos poemas, nunca perdemos de vista o objectivo de construir um livro inteiramente novo. Ainda assim, tendo acompanhado a sua escrita, achámos por bem respeitar uma constante na composição de todos os seus livros publicados, que foi a divisão em três partes, e orientá-la de uma forma que pudesse aproximar-se de propostas que o próprio deixou esboçadas. [...]»
    da Introdução
  • O crime de aldeia velha

    Bernardo Santareno

     Em 1934, no Marco de Canavezes, Portugal, uma jovem de uma pequena aldeia é queimada viva para lhe exorcizarem o diabo do corpo. Essa história é verídica e macabra.
    Bernardo Santareno, o maior dramaturgo português da modernidade, construiu em torno dessa história um texto violento e intrigante sobre os preconceitos, medos e paixões dos homens e sobre a maneira como estes o guiam e cegam.

    A história de Joana, a mais bela rapariga da região, desejada por todos os rapazes em idade casadoira e mesmo por aqueles que já não deviam pensar nessas coisas, é a história da inveja e suspeita das mulheres das aldeias. A crença num poder de sedução de inspiração diabólico, os desequilíbrios sociais, a crendice num livro de São Cipriano… Tudo isto é posto a nu pelo autor que, em poucas páginas, cria um texto único a que obriga o leitor/espectador a reflectir sobre o lado mais obscuro da alma humana e os efeitos que deixar-mo-nos por ele dominar podem acarretar em termos de consequências nefastas.
  • O desenhador de sóis

    Nuno Brito

     "O poema é uma fonte de luz. /Linguagem e fogo se beijam. /Tudo não passa de um poema ao sol. /O corpo só termina onde termina o nosso amor." - Nuno Brito

Eventos


  • ...

Destaques

Iluminações

Arthur Rimbaud

 Iluminações - Uma Cerveja no Inferno, é um dos casos especiais em que a poesia caminha por lugares muito elevados. Cesariny encontra, uma vez mais, Rimbaud, numa edição bilingue, a dois tons. A voz já se ouve atravessando o deserto e a floresta para além da Abissínia.

A salvação de Veneza

Thomas Otway

Tradução e prefácio de António M. Feijó.

«"A Salvação de Veneza" de Thomas Otway (1652-1685) tem tido uma posteridade peculiar. No espaço da literatura dramárica inglesa, a sua órbita é a de um cometa periódico: recorrentemente montado, frequentemente esquecido, este texto de 1682 fascina de algum modo a generalidade dos seus intérpretes.
(...)
Quanto ao que determina o inesperado e largo elogio deste texto numa autora como Gertrude Stein, ou a furiosa imprecação de Lord Byron, numa carta de 1817, contra a heroína da peça, por ele descrita como "uma cabra sentimental de cio casto e curiosidade chorona... que absolutamente desprezo, abomino e detesto", talvez que o impulso seja de natureza idêntica.» do Prefácio

De palavra em punho: antologia poética da resistência. De Fernando Pessoa ao 25 de Abril

AAVV

 Inclui poemas de:

Jaime Cortesão • Fernando Pessoa • António Aleixo • Edmundo Bettencourt • José Gomes Ferreira • Vitorino Nemésio • Armindo Rodrigues • António Gedeão • Miguel Torga • Adolfo Casais Monteiro • Manuel da Fonseca • Políbio Gomes dos Santos • Luís Veiga Leitão • Joaquim Namorado • José Blanc Portugal • Álvaro Feijó • Mário Dionísio • Papiniano Carlos • Fernando Namora • João José Cochofel • Jorge de Sena • Sophia de Mello Breyner Andresen • Egito Gonçalves • Raul de Carvalho • Sidónio Muralha • Carlos de Oliveira • José Saramago • Reinaldo Ferreira • Eugénio de Andrade • Vasco Lima Couto • Mário-Henrique Leiria • Natália Correia • Alexandre O’Neill • António Ramos Rosa • António Reis • Daniel Filipe • Fernando Lemos • David Mourão-Ferreira • Alberto de Lacerda • António Maria Lisboa • Carlos Eurico da Costa • Fernando Guimarães • João Rui de Sousa • Ana Hatherly • Fernando Echevarría • Fernando Miguel Bernardes • José Afonso • Albano Martins • Henrique Segurado • Maria Alberta Meneres • António Cabral • António José Forte • E. M. de Melo e Castro • José Bento • Rui Knopfli • António Rebordão Navarro • Cristovam Pavia • Eduardo Olímpio • Ferreira Guedes • Manuel Simões • Ruy Belo • Pedro Tamen • Luís Pignatelli • Emanuel Félix • Francisco Delgado • Manuel Alegre • Fernando Assis Pacheco • José Augusto Seabra • José Carlos Ary dos Santos • José Carlos González • José Correia Tavares • Maria Teresa Horta • Armando da Silva Carvalho Casimiro de Brito • Fernando J. B. Martinho • Fiama Hasse Pais Brandão • Luísa Ducla Soares • Luiza Neto Jorge • José Carlos de Vasconcelos • Rui Namorado • Gastão Cruz • Eduardo Guerra Carneiro • José Mário Branco • Vasco Graça Moura • Álamo de Oliveira • Manuel Alberto Valente • J. H. Santos Barros • J. H. Borges Martins • Joaquim Pessoa • José Manuel Mendes • Vasco Pereira da Costa • Hélia Correia • Urbano Bettencourt • José Fanha • José Jorge Letria

Clepsidra e Outros Poemas

Camilo Pessanha

A bem conhecida poesia de Camilo Pessanha com Prefácio de Daniel Pires e Ilustrações de Rui Campos Matos.