Início
 Revistas 
Livros Usados


Novidades

  • Tutano

    AAVV

    Tutano
    Revista de Inéditos de Poesia, Teatro e Todas as Artes
    número zero

    Reúne poesia e textos inéditos de
    Ana Bessa Carvalho
    Ana Paula Inácio
    Ana Luísa Amaral
    André Domingues
    André Tecedeiro
    Francisca Camelo
    José Carlos Soares
    José Manuel Teixeira da Silva
    Kallie Falandays
    Paulo Rema
    Pedro Craveiro
    Rui Azevedo Ribeiro
    Samsara
    Renata Portas
    Ana Rocha
    Jorge Palinhos

    Ilustrações e Fotografia de
    Daniel Flores
    Gonçalo Sério Limpo
    Marco Dias
    Vera Oliveira
    Graça Martins
    Isabel de Sá
  • Leopardo E Abstracção

    Tatiana Faia

     
  • Par De Olhos

    Inês Morão Dias

    Duas mãos seguram a face
    uma
    foice que se congemina
    conquanto os olhos não supliquem
    uma repetição das noites
    sabáticas da insónia
    foi-se agora com
    uma pastilha
    trincada ao meio
    que supersticiosamente
    trará o sono dos justos
    aqueles que cumprem os rituais
    sempiternos de profanar
    com mais ou menos vocabulário
    os exageros nervosos
    das cabeças em dúvida
  • Mar Subverso

    Rui de Noronha Ozorio

    Hoje
    atesta-me um ar vazio no corpo
    que me deixa dobrado
    ao frio
    sem roupa que me consiga aquecer

    Respiro devagar
    e conformo
    os meus nomes ao destino

    Vou sereno
    e com os olhos vermelhos e arranhados
  • Lamarim

    Vítor Teves

    "Lamarim começa sob o signo da luz, mas também sob
    o dos Açores, as suas cores, mas também os isolamentos e a
    desigualdade de género que a insularidade impõe, expressos
    no vermelho do sangue e no negro do corvo que surgem nos
    primeiros dois poemas."
    do prefácio
    por Tatiana Faia

Eventos


  • ...

Destaques

1984

George Orwell

 1984 oferece hoje uma descrição quase realista do vastíssimo sistema de fiscalização em que passaram a assentar as democracias capitalistas. A electrónica permite, pela primeira vez na história da humanidade, reunir nos mesmos instrumentos e nos mesmos gestos o trabalho e a fiscalização exercida sobre o trabalhador. O Big Brother já não é uma figura de estilo - converteu-se numa vulgaridade quotidiana.

A Obscura Palavra do Deserto

Edmond Jabès

 

Nem putas nem ladrões

Manuel Córrego

 Os clássicos diziam que o riso é o gume mais certeiro para castigar os costumes. Tragédia hilariante ou fábula da vida real, esta peça é uma sátira poderosa sobre uma sociedade que, lendo as escrituras ao contrário, humilha os humildes e exalta os poderosos. Nesta peça conta-se a história de um pobre pilha-galinhas que atinge as culminâncias do poder e da fortuna quando o director da prisão, farto das constantes detenções, o aconselha a deixar os pequenos delitos para se dedicar aos grandes crimes. Remédio santo, eles e elas não tardam a atingir a categoria de heróis - nem putas nem ladrões.

A Cristandade ou a Europa e Selecção de Frafmentos

Novalis

 Novalis é um dos nomes mais incontornáveis do chamado Primeiro Romantismo alemão. A Cristandade ou a Europa, texto redigido em 1799, gira em torno do problema da história da Europa entre a Idade Média e o séc. XIX, cruzando os tópicos que mais profundamente caracterizam o pensamento do autor.
Novalis antecipa a crítica à sociedade burguesa, posteriormente realizada por movimentos de contestação como o Maio de 68.