Início
 Revistas 
Livros Usados


Novidades

  • Heróides (Cartas de amor)

    Ovídio

     Tradução, introdução e notas de Carlos Ascenso André
  • Ratos & gatos

    Gleidston César

     
  • O Principezinho

    Antoine de Saint-Exupéry

     Com aguarelas do autor e fotografia do autor
  • O Lugar Supraceleste

    Frederico Lourenço

    Frederico Lourenço, na comunicação erudita e, ao mesmo tempo, íntima que enceta com os leitores, é ele próprio um lugar que convida ao prazer da divagação mapeada por memórias e cultura. O Lugar Supraceleste constitui-se, assim, como um caminho ditoso onde se vão deixando pedras a marcar o percurso ao qual se desejará voltar, uma e outra vez. Os “jogos” de referências e, por outro lado, aquilo que de mais profundo inquieta o ser humano, é generosamente partilhado na reconhecida prosa do autor e tradutor.
  • O quotidiano a secar em verso

    Eugénia de Vasconcellos

     
  • Os caminhos de Orfeu

    AAVV

     Ilustrado com numerosos fac-símiles de documentos e fotografias sobre o movimento do Orfeu.
  • Almada, os painéis a geometria e tudo: as entrevistas com António Valdemar

    José de Almada Negreiros

     
  • Os voos não esquecidos

    Gualter Franco

     
  • Zen limites

    Filinto Elísio

     
  • Ruinenlust

    Ricardo Marques

     

Eventos

  • 2016-12-01
    Sabores de Poesia no restaurante YOURS BISTRÔ
    Jantar com Recital de poesia no restaura...
  • 2015-06-30
    Tabernáculo Poético #11 - Camões e Pessoa
    Junho é o mês de Camões, Pessoa e dos sa...
  • 2015-06-12
    Segunda Sexta às Sete #12
    Na próxima sexta-feira, dia 12, a Cena P...

Destaques

Veneza

Antero de Quental

Versão de Antero de Quental.
Ilustrado cm gravuras de Harry Fenn, P. Skelton, EdwardWhymper Senior
Texto publicado em 181 n'"A Europa Pittoresca".

Fernando Pessoa entre vozes, entre línguas

Luísa Freire

Da poesia inglesa à poesia portuguesa

Memórias de um craque

Fernando Assis Pacheco

Leitura de Nuno Moura
Contém 2 CDs

Obra poética Vol. I

Jorge Luís Borges

Neste primeiro volume de poesia reúnem-se os livros O Fervor de Buenos Aires, Lua Defronte, Caderno de San Martín.
O Fervor de Buenos Aires, de 1923, foi o primeiro livro de Jorge Luis Borges a ser publicado. Mas o reconhecimento internacional só chegou em 1961, com o Prémio Formentor, a que se seguiram inúmeros outros.
A par da poesia, Borges escreveu ficção - é sem dúvida um dos nomes maiores do conto ou da narrativa breve -, crítica e ensaio - género que praticou com grande originalidade e lucidez. A sua obra é como um mise en abîme de uma enorme biblioteca, uma construção fantástica e metafísica que cruza todos os saberes, e a súmula dos grandes temas universais: o tempo, o «eu e o outro», Deus, o infinito, o sonho.